Morte – Pedro Bial

A morte, por si só, é uma piada pronta. Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente… De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um chiste. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça. Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida… Perdoe… Sempre!

assinaturaaaa

Continue Reading

Angra

você não me julga
você realmente não julga
nenhuma outra qualquer pessoa
mas o que acha que ela seja
e nesse achismo não chegará
a nenhuma conclusão sensata
eis uma verdade que mando de cá
diz mais sobre você tudo que fala
do que sobre mim que escuta
e cala

assinaturaaaa

Continue Reading

Travesseiro

Dentro do travesseiro tem um pouco de tudo
Cabe a saudade que aperta à noite
As lágrimas da tristeza que bate
Os pensamentos do que poderia ter sido
Do que foi, do que é e do que ainda será

Dentro do travesseiro tem um pouco de tudo
Cabe o medo e até mesmo ansiedade
As alegrias do que desperta deleite
Os pesadelos do que foi partido
Te perturbe, te entorpece e te enlouquecerá

Dentro do travesseiro tem um pouco de tudo
Cabe o cheiro que a alguém me remete
As lembranças do que explicite
Os momentos de amor vivido
Em par, em paz e que não findará

Dentro do travesseiro tem um pouco de tudo
Um pouco de nada, um pouco de mundo
Um pouco de sonho e
Um bocado de mim

assinaturaaaa

Continue Reading

Garganta

600x400-sexactly

É tão louco e irônico como as coisas acontecem. As pessoas dum tempo para outro passam de íntimos a meros desconhecidos. Uma hora estão ali compartilhando a vida da maneira mais intensa possível: dores, sonhos, medos, objetivos, sonhos, vergonhas, histórias… Outrora, acabou. Perdeu-se. Não existe mais. A ruptura ocorre duma maneira tão brusca que, às vezes, estamos abrindo mão de alguém que importa pelos motivos mais tolos possíveis. Fica na cabeça a pergunta posteriormente se foi tudo em vão, mas vejamos: Fizemos realmente tudo que estava a nosso alcance para evitar? Poderíamos ter lidado de outra maneira? Sei, é horrível ficar pensando nas infinitas possibilidades diante das situações que vivenciamos, porém é um degrau para o aprendizado. Assim não cometemos os mesmos erros, pois já sabemos aonde tal caminho te levará. Toda relação é doar um pouco de cada parte de si e receber do outro. Em meio à reciprocidade. Uma via de mão dupla que quando rompida, já era. Não há como construir uma nova ponte. Não há como construir uma nova relação com a mesma pessoa, só que com certeza é possível mudar o trajeto sobre qual já existe. As finalidades das suas ações só depende de você e como você lidará com cada obstáculo que encontrará pelo caminho. Afim de evitar arrependimentos futuros, reflita. Enquanto ainda é possível fazer algo a respeito. Tire da garganta, antes que você se engasgue com as palavras não ditas.

assinaturaaaa

Continue Reading

Juma Santos + Ioná Nunes

Do em comum, da escrita e similaridade: pra vida!

wp_ss_20160412_0261

É com a maior felicidade que anuncio a nova editora do blog – Ioná Nunes, minha amiga e uma das melhores pessoas que tenho o prazer de ter na vida e com a certeza de que veio pra ficar. Esteve nos meus melhores momentos e nos piores também. Quando o laço é forte, não tem força na distância que consiga desatar. (Sou grata por ti. Amo você!)

Dentre tantas coisas em comum, também temos a escrita. Com a rotina corriqueira, não deu para colocarmos em prática esse convite que havia feito, mas agora meu cantinho aqui vai ficar ainda mais lindo e cheio de amor com as palavras sempre bem escolhidas e colocadas por ela. Junto com a novidade, mais virão por aí… Para não perder, siga-nos nas redes sociais!

Ela tá no instagram também, hein! Segue lá: @palavrie_se 

00000

Continue Reading

Carta de Albert Einstein à sua filha Lieserl

O Amor

Quando propus a teoria da relatividade, muito poucos me entenderam e o que vou agora revelar a você, para que transmita à humanidade, também chocará o mundo, com sua incompreensão e preconceitos.
Peço ainda que aguarde todo o tempo necessário — anos, décadas, até que a sociedade tenha avançado o suficiente para aceitar o que explicarei em seguida para você.
Há uma força extremamente poderosa para a qual a ciência até agora não encontrou uma explicação formal. É uma força que inclui e governa todas as outras, existindo por trás de qualquer fenômeno que opere no universo e que ainda não foi identificada por nós.
Esta força universal é o AMOR.
Quando os cientistas estavam procurando uma teoria unificada do Universo esqueceram a mais invisível e poderosa de todas as forças.
O Amor é Luz, dado que ilumina aquele que dá e o que recebe.
O Amor é gravidade, porque faz com que as pessoas se sintam atraídas umas pelas outras.
O Amor é potência, pois multiplica (potência) o melhor que temos, permitindo assim que a humanidade não se extinga em seu egoísmo cego.
O Amor revela e desvela.
Por amor, vivemos e morremos.
O Amor é Deus e Deus é Amor.
Esta força tudo explica e dá SENTIDO à vida. Esta é a variável que temos ignorado por muito tempo, talvez porque o amor provoca medo, sendo o único poder no universo que o homem ainda não aprendeu a dirigir a seu favor.
Para dar visibilidade ao amor, eu fiz uma substituição simples na minha equação mais famosa. Se em vez de E = mc², aceitarmos que a energia para curar o mundo pode ser obtido através do amor multiplicado pela velocidade da luz ao quadrado (energia de cura = amor x velocidade da luz ²), chegaremos à conclusão de que o amor é a força mais poderosa que existe, porque não tem limites.
Após o fracasso da humanidade no uso e controle das outras forças do universo, que se voltaram contra nós, é urgente que nos alimentemos de outro tipo de energia. Se queremos que a nossa espécie sobreviva, se quisermos encontrar sentido na vida, se queremos salvar o mundo e todos os seres sensíveis que nele habitam, o amor é a única e a resposta última.
Talvez ainda não estejamos preparados para fabricar uma bomba de amor, uma criação suficientemente poderosa para destruir todo o ódio, egoísmo e ganância que assolam o planeta. No entanto, cada indivíduo carrega dentro de si um pequeno, mas poderoso gerador de amor, cuja energia aguarda para ser libertada.
Quando aprendemos a dar e receber esta energia universal, Lieserl querida, provaremos que o amor tudo vence, tudo transcende e tudo pode, porque o amor é a quintessência da vida.
Lamento profundamente não ter sido capaz de expressar mais cedo o que vai dentro do meu coração, que toda a minha vida tem batido silenciosamente por você. Talvez seja tarde demais para pedir desculpa, mas como o tempo é relativo, preciso dizer que te amo e que a graças a você, obtive a última resposta.

Seu pai,
Albert Einstein

Continue Reading

Nós e o resto do mundo

0000

Pegue a minha mão. Adoro a sensação de não estar com mãos vazias porque tenho as suas. Pegue o resto de mim também. De repente, sinto-me com coragem e eu só quero que esse lindo momento que é o nosso encontro dure o máximo que for possível. Porque somos nós e o resto do mundo. Eu não me importo em continuar indo assim tão de acordo com meus tropeços desde que você esteja ao lado, pois em ti encontro o equilíbrio para o meu caos. Continue comigo. Fique firme. Ao nosso ritmo. Em sintonia. Tudo ficará bem. Podemos dançar lentamente sem música? Podemos nos beijar debaixo da chuva após uma discussão boba? Podemos nos abraçar enquanto eu escuto as batidas do seu coração? Podemos comer besteiras e esquecer o passar do tempo? Podemos nos olhar e silenciar, de repente, tudo que estiver ao redor? Podemos tudo isso e além. Enquanto houver disposição. Enquanto houver sentimento. Enquanto houver saudade. Enquanto houver tudo que há agora, não haverá espaço para transformar nós em dois – estranhos qualquer.

Continue Reading