sob a lua na madrugada
corpo quente, cama fria
mente grita, boca calada
peito cheio: de sentimentos e
duma vida vazia

frente a tudo, via-se cansada
do que mal chegava, partia
descobriu-se ali, mal amada
amava todos, menos ao que
no espelho refletia

Continue Reading