Ana, que se ame!

unnamed (25)

Ana cansada de ser solidão
Anda buscando qualquer coração
Em cada afeto por cá oferecido
Esquecendo das vezes por isso
Nada além do seu foi partido
Ô, Ana, quantos fragmentos
Opções sem sentimentos
Desnecessário sofrimento
Levante e pare o lamento
Acalma esse seu peito
Lembre-se do que digo
A resposta está consigo
Amor próprio não é castigo

Continue Reading

Caos Urbano

Processed with VSCOcam with f2 preset

Corre-corre de todo dia
Maria ficava a observar
Sentiu-se meio perdida
Diante da pressa em passar

E, ali, naquela praça
Pousou algo em sua mão
Como se até tivesse asas
Era um dente-de-leão

Lojas, pastor, colares,
Carros, pessoas, odor,
Pedintes, fumaças, aves;
Sobra caos e falta amor

Em todo lugar: pare, observe
Ah!, se a vida fosse leve…

Continue Reading

Tenta

tumblr_lb05ytnlU31qdyvt7o1_500_large

Se difícil ficar, aguenta.
Estiver para desabar, sustenta.
Algo estiver em falta, compensa.

Não der para aguentar, repensa.

Vale a pena continuar a tentar?
Tenta.

Continue Reading

Redição de Ana

into her blues2-1

Na cama, triste
Em frente, feliz
Contigo sorriste
Sem seu canto, atriz

Roubaram a inocência
Do olhar desta criança
Quanta maldade na essência
Devasta, deixando sem esperança

Quem dera, ah!, pesadelo fosse
Pois uma hora deveria acabar
Malditos!, querendo dela a posse
Como uma da vida mulher vulgar

Sem pedir licença
Ceifaram-na a alma
Desesperada a partir
Indubitável perder calma

À procura de refúgio
Perdida por aí andou
Até que num suspiro último
No amor encontrou

Alegria nas coisas mais singelas
Eram já a ela improvisada terapia
Sufocada pela do mundo e própria mazela
Se mataria sem o riso de cada dia

Continue Reading

REvolução

revoluo

Estás fazendo o que?
Abaixa essa cabeça
Seja bom moço
Calado, obedeça
O regime do Estado
Sabes que assim
Vai apanhar
Por que parou?
Tens que marchar
Estás louco!?
Eles não se importam
Nem querem saber
Quem és tu ou era
Agora deixou de ser
Não desiste, espera
Poucos ainda
Estão de pé
O resto não resistiu
Além dum bando de Zé
Que não desistiu
Matar para eles
Tornou-se vício
Mazela que se espalha
Sobreviver fica difícil
Não desiste, espera
Revolução!

Continue Reading

Findi-Zé

casal

Zé, crido eu
Um dia haveria algo
Inocente a pensar
Ter certeza de amar
Dar-me fosse o incerto
Sê-lo-ias assim meu

Não beija-me
Miserável tu sejas
De tamanha falsidade
Enxerguei a verdade
Ah!, maldito e Judas
Despeço-me

Continue Reading